Instituto Questão de Ciência

EnglishPortuguês

Notícias

Acompanhe nossas últimas notícias

Atuação contra desinformação na pandemia rende prêmios à presidente do IQC

natalia-pasternak-premios
Apontada “Brasileira do Ano” pela revista Isto É na categoria Ciência e “Personalidade do Ano” do Brasil pelo Grupo de Diários América, Natalia Pasternak também ganhou o Ockham Award de Ativismo Cético e se tornou a primeira brasileira a integrar o Comitê para Investigação Cética

 

A luta contra a desinformação durante a pandemia de COVID-19 rendeu à presidente do Instituto Questão de Ciência (IQC), Natalia Pasternak, uma série de reconhecimentos este ano. Presença constante na mídia brasileira e internacional, Natalia esteve à frente de um esforço dos profissionais e colabores do IQC, e de boa parte da comunidade científica em geral, para esclarecer a população sobre os perigos de tratamentos não comprovados contra a doença, a necessidade de seguir as recomendações e medidas para conter sua disseminação e para cobrar das autoridades ações e decisões condizentes com a gravidade da crise sanitária e baseadas em evidências.

Em novembro, Natalia tornou-se oficialmente a primeira pessoa nascida no Brasil a integrar o Comitê para Investigação Cética (Committee for Skeptical Inquire, ou CSI, na sigla em inglês), organização criada em 1976 nos EUA que tem entre os seus fundadores e primeiros membros o escritor Isaac Asimov (1920-1992) e o físico e astrônomo Carl Sagan (1934-1996). Resposta ao aumento da popularidade de pseudociência como astrologia, ufologia e da crença em fenômenos paranormais na época, o CSI promove a investigação, apuração e esclarecimento de alegações que negam ou desafiam a ciência, e com o tempo também passou a abordar temas como medicina alternativa, o criacionismo e a negação do aquecimento global antropogênico.

Ainda em novembro, Natalia foi a vencedora do Prêmio Ativismo Cético 2020 no âmbito do Ockham Awards, promovido desde 2012 pela revista britânica The Skeptic. Fruto de indicações vindas da própria comunidade cética e científica, a premiação leva em conta o impacto da atuação dos ganhadores no combate à pseudociência, o alcance das mensagens à sociedade e a relevância de seu pensamento crítico, num reconhecimento do esforço e tempo dedicados à difusão de conceitos e cientificamente comprovados.

Agora em dezembro, a presidente do IQC também acaba de ser apontada a “Brasileira do Ano” na categoria Ciência em escolha promovida pela revista Isto É. Para os editores da publicação, “ao longo de 2020, Natalia Pasternak se tornou uma referência nacional para a opinião pública quando o assunto é ciência”.

Além disso, Natalia foi indicada pelo jornal O Globo, do qual é colunista, como “Personalidade do Ano” no Brasil pelo Grupo de Diários América (GDA). Também anual, a escolha do GDA, ao qual o diário brasileiro é filiado, focou na atuação de profissionais de saúde de todo continente na linha de frente do combate à pandemia, seja no atendimento direto de doentes, seja na luta contra a desinformação. “Em 2020, ela exerceu a função de comunicadora da Ciência com intensidade inédita, e com a urgência de quem sabe que esse trabalho salva vidas”, destacou O Globo sobre a presidente do IQC.

“Foi um ano difícil, de muito trabalho e luta para conter e contrapor a onda de desinformação que acompanhou a pandemia de COVID-19”, diz a presidente do IQC. “Então é uma satisfação muito grande receber este tipo de reconhecimento, ainda mais porque o trabalho, assim como a pandemia, ainda está muito longe de terminar. Depois da promoção de falsos tratamentos e de comportamentos temerários por instituições e lideranças políticas que deveriam primar pela boa informação e o bom exemplo, vemos agora uma politização e um discurso equivocado em torno das vacinas, que pode provocar medo em algumas parcelas do público e atrapalhar a adesão à vacinação, a ponto de prolongar ainda mais a crise e fazer de 2021 um ano muito pior do que poderia se houvesse uma postura mais responsável dos governantes para informar corretamente a população”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *