Instituto Questão de Ciência

EnglishPortuguês

HOME

Presidente do IQC integra conselho do The Conversation Brasil

Natalia Pasternak participou nesta quarta-feira da reunião de fundação de braço nacional de projeto global de divulgação acadêmica e apoio à ciência

IQC debate constelação familiar no Senado

Diretor executivo Paulo Almeida e diretor científico Marcelo Yamashita participaram de audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais e criticaram adoção de prática pseudocientífica como política pública no país

Observatório de Políticas Científicas do IQC já tem primeiro projeto

Iniciativa recém-lançada acerta parceria com Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) para capacitação de gestores

IQC lança Observatório de Políticas Científicas

Iniciativa em parceria com Instituto Serrapilheira visa estimular uso de evidências em políticas públicas de Ciência e Tecnologia no Brasil com investimento inicial de R$ 1 milhão

BRASIL E IQC PERDEM A JORNALISTA
RUTH HELENA BELLINGHINI
A Hora da Ciência
NATALIA PASTERNAK REFORÇA TIME DE COMENTARISTAS DA RÁDIO CBN
Conselho Consultivo
CONSELHEIRA DO IQC GANHA PRÊMIO POR PESQUISA EM ONCOLOGIA
Revista Questão de Ciência
O IQC
INSTITUCIONAL
previous arrow
next arrow
Slider

Últimas notícias

senado print

IQC debate constelação familiar no Senado

Diretor executivo Paulo Almeida e diretor científico Marcelo Yamashita participaram de audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais e criticaram adoção de prática pseudocientífica como política pública no país

Últimos VÍDEOS

EVENTOS

  • Próximos Eventos
  • Eventos Anteriores
28
Novembro
2019
Palestra
POR QUE ACREDITAR NA CIÊNCIA
POR QUE ACREDITAR NA CIÊNCIA

Palestra
 Casa do Saber / Online
 20:00 até 22:00
28 novembro de 2019

Atenção: este curso é ministrado presencialmente na Casa do Saber (Rua Dr. Mario Ferraz, 414, São Paulo). Caso queira acompanhar via internet, consulte a área “Ao Vivo/ On-line” do site da Casa do Saber. A matrícula na turma presencial não possibilita o acesso à versão on-line do curso e vice-versa.

Dizer “tenho fé na ciência” é uma afirmação sem sentido. A Royal Society, academia de ciência mais antiga do mundo (fundada em 1660 na Inglaterra) tem como lema Nullius in verba – “nas palavras de ninguém”. Isso significa uma determinação da ciência em resistir à dominação de autoridade e da opinião, aceitando apenas afirmações baseadas em fatos e experimentos.

Nesse sentido, a ciência busca mapear a realidade: aquilo que existe independentemente de nossas crenças e vontades. Dizer “entendo a ciência envolvida nesta questão” muda o foco do debate: ou se compreende as leis da termodinâmica, ou os fatores envolvidos no aquecimento global, ou por que é impossível que a Terra seja plana; ou não, e a discussão retorna ao campo da mera opinião.

O encontro parte desta ideia de traçar os passos para o entendimento da ciência por trás de questões muito debatidas atualmente, mas pouco compreendidas de fato. Em parceria com o Instituto Questão de Ciência, o evento levanta questões sobre como a ciência funciona, de que forma, por meio dela, é possível identificar modelos em que a natureza e seus organismos (inter)agem, e de que maneira se pode afirmar questões como o aquecimento global, a segurança de vacinas, qual o problema de terapias alternativas, entre outras.

Não é uma questão de acreditar, mas de compreender o real funcionamento do mundo, não como cada um, em sua crença particular, imagina que deva ser.

Palestrante: Carlos Orsi

Jornalista formado pela Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP) e escritor, é autor das obras de divulgação científica “Livro dos Milagres”, “Pura Picaretagem” e “Livro da Astrologia”, além de diversos livros de ficção científica, terror e mistério. Contos e artigos seus foram publicados em veículos como Ellery Queen’s Mystery Magazine, The Baker Street Journal e o site da James Randi Educational Foundation. Também já assinou artigos para a Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo e Zero Hora. Integrante da equipe que implantou, na década de 90, a produção de conteúdo exclusivo para internet no Grupo Estado, criou, em 1997, a seção online de divulgação científica “Ano 2000”, uma iniciativa pioneira no Brasil. Atuou como editor de Ciência, Educação e Meio Ambiente do Portal Estadão. Foi repórter especial e colunista do Jornal da Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, onde manteve a coluna “Telescópio”, sobre ciência internacional. Foi repórter especial e colunista da Revista Galileu, onde manteve a coluna “Olhar Cético”, tratando de pseudociências e da análise de temas polêmicos, como porte de armas, sob uma ótica científica.

25
Novembro
2019
Evento
“COMO OS MUSEUS DE CIÊNCIA PODEM CONTRIBUIR PARA A LUTA CONTRA A PSEUDOCIÊNCIA E A DESINFORMAÇÃO”
“COMO OS MUSEUS DE CIÊNCIA PODEM CONTRIBUIR PARA A LUTA CONTRA A PSEUDOCIÊNCIA E A DESINFORMAÇÃO”

FALE COM O IQC

    Assunto
    Nome
    E-mail

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

    Esse formulário utiliza o recaptcha para a sua segurança