Instituto Questão de Ciência

EnglishPortuguês

Notícias

Acompanhe nossas últimas notícias

Natalia Pasternak reforça time de comentaristas da Rádio CBN

Quadro “A Hora da Ciência” irá ao ar no Jornal da CBN e Ponto Final CBN, às terças e quintas-feiras

A microbiologista e diretora-presidente do Instituto Questão de Ciência (IQC), Natalia Pasternak, passa a integrar o time de comentaristas fixos da emissora com o quadro “A Hora da Ciência”, que tratará de fatos relacionados à pandemia do novo coronavírus, apresentará novidades científicas e combaterá desinformação relacionada à área, convidando o ouvinte a estimular o pensamento crítico e racional. 

A atração irá ao ar duas vezes por semana, sempre às terças-feiras, às 7h05 da manhã, no Jornal da CBN, comandado por Mílton Jung e Cássia Godoy, e às quintas-feiras, no Ponto Final CBN, com Rodrigo Bocardi e Carolina Morand, depois da edição do Repórter CBN das 18h30.

“Um dos efeitos colaterais da pandemia foi o crescente interesse das pessoas pela ciência”, diz Pasternak. “A ideia do quadro é, justamente, fomentar essa curiosidade e combater o negacionismo com informações úteis para qualquer cidadão. Só a ciência pode barrar o obscurantismo”.

A microbiologista colabora desde abril de 2020 com o jornal O Globo, no qual assina, aos sábados, coluna que leva o mesmo nome do novo quadro da CBN. Também colabora mensalmente com a revista britânica The Skeptic, a primeira publicação do Reino Unido a oferecer análise cética sobre a pseudociência, teorias da conspiração e fenômenos paranormais. É coautora do livro Ciência no Cotidiano, da editora Contexto, e publisher da Revista Questão de Ciência, na qual também publica artigos. Foi, ainda, colunista da Revista Saúde, da Editora Abril. 

Ativismo cético

Pasternak é formada em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e tem PhD com pós-doutorado em Microbiologia, na área de Genética Molecular de Bactérias pelo Instituto de Ciências Biomédicas da mesma universidade (ICB-USP).

Em 2020, tornou-se a primeira pessoa brasileira a integrar o Comitê para Investigação Cética (CSI, na sigla em inglês), instituição criada nos Estados Unidos, em 1976, para investigar, apurar e esclarecer alegações que negam ou desafiam a ciência e que contou, dentre outros, com Carl Sagan, astrônomo e o mais renomado divulgador científico da história, dentre seus fundadores. No mesmo ano, foi agraciada com o prêmio internacional de promoção do ceticismo “The Ockham Award” (Navalha de Ockham), promovido pela The Skeptic.  

Atua como pesquisadora associada do ICB-USP, no Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas (LDV), e como professora convidada na Fundação Getúlio Vargas, na Escola de Administração Pública. Em 2021, Pasternak estreará como professora visitante no departamento de Ciência e Sociedade da Columbia University, nos Estados Unidos. 

Em 2018, fundou o Instituto Questão de Ciência com o objetivo de promover o pensamento crítico e racional e políticas públicas baseadas em evidências científicas.